50 coisas que precisa de saber antes de viajar a França

França é um destino de sonho para muitos! Tem história e cultura, tem monumentos famosos e outros nem tanto, tem comida saborosa… Tem praias mediterrânicas, montanha e neve… Tem tudo o que precisamos para uma viagem fabulosa e depois ainda mais um pouco! Por alguma razão é um dos melhores e maiores destinos turísticos mundiais!

Há poucos países que já visitamos mais vezes do que França… Já viajamos para França de avião, carro, de autocarro e comboio. Conhecemos uma boa parte do país, mas nunca se pode dizer que se conhece completamente um país tão grande e tão diverso. ainda assim há características gerais e dicas de viagem que são válidas para todo o país.

Assim, vamos apresentar as 50 coisas que precisa de saber antes de viajar a França, olhando para as pessoas, o turismo, os melhores destinos de viagem, as melhores formas de viajar, os custos e muito mais…

50 coisas que precisa de saber antes de viajar a França
Castelo de Chenonceau, no vale do Loire

França e os Franceses

#1 A França é um país vasto, com uma história imensa e gloriosa, e fica localizada sobretudo na Europa Ocidental, mas também alguns outros territórios e regiões ultramarinas noutros continentes. Neste artigo, vamos sobretudo focar-nos na França Europeia, deixando as regiões extra europeias para outros artigos.

#2 França é o maior país da União Europeia e o terceiro maior da Europa, atrás da Rússia e da Ucrânia. Conhecida como o Hexágono, devido à forma do território continental europeu, a França faz fronteira com Bélgica e Luxemburgo a norte, a Alemanha a nordeste, Suíça e Itália a este, e Espanha a sul. Faz também fronteira com os “pequeninos” Mónaco e Andorra.

Por fim, temos também o Mar do Norte a norte, o canal da Mancha a noroeste, o Oceano atlântico a Oeste e o Mediterrâneo a sudeste.

#3 Mesmo excluindo os territórios ultramarinos, o território francês tem uma diversidade geográfica incrível. Desde longas planícies, às verdejantes e ondulantes paisagens da Bretanha, às praias do Mediterrâneo, e até aos picos montanhosos dos Alpes e Pirenéus. Para quem viaja a França, Paris é obviamente indispensável e um destino a não perder, mas França é muito mais do que apenas Paris.

curiosidades sobre França
Cabo Fréhel na Bretanha

Como são os Franceses?

#4 Com quase 70 Milhões de habitantes, a França é o segundo país mais populoso da UE (atrás da Alemanha) e o terceiro da Europa. É um país bastante urbanizado, com cidades populosas. Paris é a Capital e a maior cidade, sendo Marselha, Lyon também cidades com mais de 500 000 habitantes.

#5 Francês é naturalmente a língua oficial, e é falada por toda a população. No entanto, o que muita vezes não nos lembramos é que existem também várias línguas regionais como o bretão, o basco, o corso e o catalão.

Durante muito tempo, o francês era considerado a língua franca na Europa e a mais utilizada na diplomacia, ciência e literatura. No entanto com o crescimento da popularidade do inglês perdeu esse estatuto.

onde ir em França
Dinan na Bretanha, França

#6 Talvez devido a esta perda de importância internacional, os Franceses não gostam nada que se presuma que falam inglês e evitam fazê-lo. A nossa experiência diz que muitas vezes até falam (uns melhor que outros), mas não querem. É quase uma questão de orgulho nacional.

De outra forma, mais do que terem dificuldade com línguas os franceses detestam a arrogância que alguns turistas têm ao presumir que são os locais que têm de falar outra língua e de se adaptarem – o que é uma postura que se compreende. Um pouco de boa vontade, de boa disposição e de educação faz toda a diferença

#7 Caso não seja fluente em francês, o ideal é aprender umas palavras e fazer o esforço de se falar francês. O tratamento que se recebe é normalmente outro, e muitas vezes eles próprios tentam falar a nossa língua ou até mesmo falar em inglês para facilitar. Mesmo que seja apenas o mais básico, aprenda pelo menos:

  • Bonjour (Olá/Bom dia);
  • S’il vous plait (Se faz favor)
  • Pardon (desculpe)
  • L’addition s’il vous plait (a conta por favor)
  • Merci (Obrigado)
  • Au Revoir (Adeus).
Onde Viajar em França
Pont du Gard, no sul de França

#8 Mas sendo 100% honestos, os franceses não são o povo mais simpático do mundo (Os Israelitas são bem piores), sobretudo nas zonas mais turísticas ainda pior, e em especial em Paris. No entanto, temos também de referir que não é tão mau como muitas vezes se diz, na maioria das vezes tem a ver mais a ver com desencontros culturais e não percebermos a etiqueta e forma de estar dos Franceses.

#9 Uma destes faux pas habituais é falar alto ou fazer bastante ruído. Tipicamente os francesas detestam pessoas demasiado ruidosas e que centram em si todas as atenções. Outro é não dizer “bonjour/bonsoir” sempre que se inicia uma conversa, muitos franceses dão imensa importância a esse tipo de delicadeza.

Dicas para viajar em França
Muralhas e praia em Saint-Malo

#10 Uma das características mais engraçadas dos franceses é que adorarem protestos e greves. Sejam professores, médicos, camionistas, comboios ou autocarros, todos os sectores da economia Francesa é dada a fazer greves.

Se bem se lembram, até a selecção fez uma greve durante o campeonato do mundo. Isto pode ser muito importante quando viaja em França pois não será surpreendente se apanhar greve de transportes públicos, estradas fechadas ou até atracções turísticas.

#11 Por falar em coisas fechadas… em França ao domingo, tudo fecha. O país quase encerra completamente, por isso é melhor planear as suas férias à volta disso, ou pode vir a ter algumas surpresas desagradáveis. Com excepção de alguns supermercados que estão abertos de manhã (mas não todos) e alguns lugares turísticos, não contem com nada aberto ao domingo.

O que fazer para viajar em França

Clima em França

#12 Devido à sua dimensão e diversidade geográfica, o clima em França não é homogéneo, no entanto em geral é temperado e agradável e podemos definir algumas regras comuns.

O Inverno é mais frio e chuvoso, enquanto que Verão é mais quente e seco. O norte de França é mais frio que o sul, enquanto que as zonas atlânticas são tendencialmente também mais húmidas e chuvosas que a mediterrânica. Assim temos 4 grandes zonas:

  • Oeste: Clima Oceânico com elevada chuva, e menor variação de temperaturas;
  • Centro e leste (interior): Clima Continental com Invernos frios e Verões quentes;
  • Sul e leste: Clima mediterrânico com Verões quentes e secos, sol amplo durante todo ano, mas com chuvas leves entre Outubro e Abril;
  • Montanhas acima de 800 metros: elevada pluviosidade e neve no inverno.
informação sobre viajar em França
Praia no sul de França

Quando viajar a França?

#13 Tal como a maioria dos países da Europa Ocidental, a época alta é no verão, e sobretudo em Julho e Agosto aquando das férias escolares. Nesta época do ano, existem milhões de pessoas em férias, estrangeiras e francesas pelo que todos os locais mais conhecidos estão a abarrotar.

A nossa sugestão passado por fugir ao pico da época alta e viajar a França em Maio/Junho e finais de Setembro. Nestas alturas do ano os monumentos mais conhecidos continuaram a ter bastante gente, mas muito menos que na época alta, e os destinos menos conhecidos estarão bem menos lotados. Por outro lado, o tempo ainda será bastante agradável, com temperaturas elevadas e pouca chuva.

o que fazer numa viagem a França
Côte de Granit Rose no Bretanha

É seguro viajar em França?

#14 Numa palavra, sim! França é um país bastante seguro para viajar. Dificilmente irá ver algum tipo crime, e muito menos crime violento. Existem alguns bairros e zonas problemáticas (em Paris e Marselha por exemplo), mas é muito improvável que lá vá enquanto turista, ou por erro. Evite qualquer tipo de manifestação ou agitação pública, tão famosa em França.

Como em todos os países temos de ter algum cuidado com carteiristas, e esquemas de burla em locais turísticos e transportes públicos, mas com bom senso e atenção dificilmente terá problemas. Estatisticamente, França parece ser um pouco pior que a média dos outros países da UE, mas nós nunca experienciamos qualquer tipo de problema de segurança.

Nota: existe também o problema dos ataques terroristas que França tem sofrido, mas na nossa opinião é uma não questão, pois é muito mais provável sofrer por exemplo um acidente de viação do que estar presente num possível ataque.

O que visitar numa viagem em França
Centro de Colmar, conhecido como Pequena Veneza

Viajar em França

#15 Com cerca de 90 Milhões de turistas (em 2019), França é o país mais visitado a nível mundial, enquanto que Paris é a terceira cidade mais visitada do mundo. Só isto já nos diz que dificilmente vai ter os lugares só para si, mesmo os menos conhecidos. Por isso, temos sempre que nos preparar para possibilidade alguma confusão e imensa gente, mesmo fora da época alta. E durante a época alta, ter muita paciência.

O que fazer numa viagem a França
Turistas junto ao Louvre

Património da UNESCO em França

#16 A França detém 45 locais designados como património mundial da UNESCO, 39 são património cultural, 5 património Natural, e 1 misto. Estes locais estão espalhados por todo o território, e são imensamente variados.

Obviamente não vamos nomear aqui todos o locais mas estes incluem maravilhas como o Mont Saint Michel, diversas catedrais góticas (como a de Chartes e de Reims), ruínas romanas (Arles e Pont du Gard por exemplo), locais pré históricos, ou o Mont-Perdu nos Pirenéus.

Veja a lista completa aqui.

O que fazer em França
Catedral de Reims, um dos muitos patrimónios da UNESCO em França

O que fazer em França?

#17 Um país que recebe tantos turistas tem obrigatoriamente de oferecer imensas actividades que atraem todo o tipo de pessoas. De facto, a diversidade de coisas para fazer e visitar em França é impressionante.

  • Procuram grandes e famosos monumentos? Torre Eiffel, Mont Saint-Michel, as catedrais, os castelos do Loire…
  • Querem Praias? A Costa Mediterrânica, e a Córsega têm praias espectaculares.
  • Querem imergir na cultura? Poucos países têm uma cultura tão vibrante e marcante como França.
  • Estão à procura de turismo religioso? O que não faltam em França são igrejas e catedrais incríveis.
  • Quer fazer trilhos e caminhadas? Os Alpes e os Pirenéus estão à sua espera.
  • Quer visitar cidades cheias de história e arquitectura? Além de Paris, temos Lyon, Marselha, Bordéus, Toulouse, Nice…
  • Querem animação e vida nocturna? Temos a Riviera francesa;

Como dizíamos, existe uma diversidade e quantidade de destinos turísticos extraordinária. Vamos falar um pouco mais de alguns deles.

#18 Comecemos por Paris, a capital Francesa e a segunda cidade mais turística do mundo em 2019 (ranking mastercard). Acreditamos que não é preciso explicar a ninguém porque Paris é um destino imperdível, mas vale a pena referir que por vezes as expectativas relativamente a Paris são tão altas que algumas pessoas se sentem desfraldadas mesmo quando estamos a falar de uma cidade que tem alguns dos mais famosos monumentos e museus franceses e mundiais como:

  • Torre Eiffel
  • Arco do Triumfo
  • Sacré-Cœur de Montmartre
  • Museu do Louvre
  • Museu d’Orsay
  • Centro Pompidou
  • Palácio de Versalhes (já bem fora do centro, mas ainda na zona de influência de Paris)
O que visitar em França
Catedral de Notre-Dame (antes do incêndio)

#19 A Riviera Francesa é a segunda zona mais popular de França, sobretudo no Verão. Esta zona faz parte da região de Provença e é conhecida pelas muitas horas de Sol, pelos km de praias, pelas festas e pela riqueza em geral. Nice, Cannes, Saint Tropez, e Antibes são provavelmente as cidades mais conhecidas e as que mais turistas recebem.

Se gosta de praias animadas e vida nocturna este é o melhor destino em França. No entanto, não se surpreendam pelas multidões que pode encontrar…

#20 O resto da região de Provença é também extremamente popular, e uma das nossas favoritas. Com os seus mercados e produtos frescos, Provença é um destino para foodies, mas também tem alguns dos lugares mais bonitos de França como o Parque nacional das Calanques que tem pequenas praias naturais lindíssimas, e o desfiladeiro de Verdon.

Finalmente, Provença tem igualmente dezenas de destinos históricos e culturais espectaculares como a Pont du Gard, as ruínas romanas de Arles e o palácio papal de Avignon. Sem esquecer claro a capital Marselha que muitas vezes é subvalorizada.

França - informação de Viagem
Porto de Marselha

#21 Um outro destino turístico muito conhecido pela qualidade do seu património arquitectónico é o vale do Loire, com os seus magníficos Châteaux (Castelos) e algumas cidades históricas e interessantes. Apesar de alguns terem sido afectados e saqueados na revolução francesa e durante segunda grande guerra conservam ainda muita da sua beleza.

Existem dezenas de castelos no Vale do Loire, pelo que é impossível visita-los todos. Os dois castelos que visite são o Chambord e o Chenonceau e se tiver mais tempo, o Châteaux d’Amboise, D’Ussé, de Villandry e Montsoreau. Angers e Orléans são provavelmente as cidades mais conhecidas e têm também impressionantes catedrais.

informação de Viagem França
o incrível Chambord no vale do Loire

#22 Um destino completamente diferente são os Alpes, pois é sobretudo um destino muito popular no Inverno, com os seus espectaculares resorts de Ski. No entanto, mesmo que não seja grande adepto de desportos de neve, os Alpes são de uma beleza estonteante. Tanto no Inverno como no Verão, quando se podem fazer caminhadas incríveis ou trilhos de BTT.

#23 Apesar de não ser tão popular como outras que aqui referimos a região de Bretanha é uma das nossas favoritas, com pequenas vilas e cidades muito bonitas. Saint-Malo em particular é um destino que adoramos, pois tem um excelente misto de cultura, história e até praia (apesar da água bem fria).

Muito perto da Bretanha (e estamos a falar de menos de um km da fronteira regional) temos um dos monumentos mais visitados e mais conhecidos no mundo, o Monte de Saint-Michel. Esta Abadia e santuário construídos numa ilha rochosa é absolutamente incrível.

Veja aqui as nossas dicas para visitar a Bretanha + Saint-Michel

tudo sobre viajar em França
Mont de Saint-Michel

#24 A Córsega é a quarta maior ilha do mediterrâneo e é mais uma excelente destino turístico tanto em termos culturais como naturais. Tem alguns cidades muito bonitas interessantes como Porto-Vecchio e Sartène, e claro o Parque natural da Córsega.

A ilha junta o melhor de dois mundos, com uma longa costa e mais 200 praias e um interior montanhoso fantástico e florestas que ocupam mais de 20% da ilha. As Calanques de Piana e a reserva natural de Scandola fazem parte da lista de património mundial da UNESCO.

#25 Uma das coisas que temos de ter sempre em atenção em França são os horários das atracções. Por vezes não são tão… longos quanto isso, e mais importante as coisas fecham mesmo à hora indicada – ou seja, se é até às 17h, é mesmo até às 17h. Não é a última entrada às 17 horas.

Muito importante: Muitas vezes os bilhetes só são vendidos até uma hora antes do fecho, e na hora do fecho, é hora de saída do ultimo turista.

dicas de segurança em França
Catedral de Avignon

Comer e beber em França

#26 A Cozinha francesa é a rainha da cozinha mundial. A influência dos pratos, molhos e técnicas culinárias inventadas ou desenvolvidas em França é incrível, tendo-se espalhado de tal forma que se tornaram habituais em todo mundo.

De facto, por vezes estamos a comer pratos de origem francesa e nem sabemos ou nem sequer nos lembramos disso – desde o croissant, ao crepe, do pato com laranja ao ratatouille e até aos molhos básicos da culinária.

PS: Claro que o nome francófono é normalmente um bom indicador… 🙂

O que comer em França
Crepes em França

Restaurantes em França

#27 Por outro lado, comer em restaurantes em França é tendencialmente muito caro, especialmente se compararmos com Portugal. Apesar de já termos visitado França muitas vezes, temos quase sempre dificuldade em comer sem planearmos antes.

Uma grande excepção são os mercados de fim de semana, onde é possível encontrar iguarias divinais a preços… aceitáveis. Estamos a lembrar-nos nomeadamente dos mercados Provença que são incríveis.

#28 Por isso mesmo muitas vezes chegamos à situação muito curiosa, de ser mais fácil e mais barato comer boa comida francesa, fora de França do em que França. Pelo menos sem ir à falência. Não é que não hajam restaurantes excelentes e que sirvam pratos espectaculares, o problema é que normalmente não estão perto dos lugares onde vamos visitar e/ou são muito caros.

A nossa dica é, se quer realmente experimentar um prato ou imergir na culinária francesa, vai precisar de planear para isso. Dificilmente vai acontecer naturalmente.

Comida em França
Ostras em Cancale

#30 Uma outra coisa que precisa definitivamente de planear é o horário a que vai Almoçar/Jantar. Em França os horários de Almoço e Jantar não são muito flexíveis. Tentar Almoçar fora do período entre 12h e 14h pode ser um problema, bem como ir jantar antes das 7:30-8h.

Não é um problema grave, mas convém ter isso em mente quando se planeia o dia, pois muitas vezes ao viajar o horário de comer perde-se um pouco e em França isso pode correr mal, e ficarmos sem grandes opções de almoço/jantar.

#31 Dar gorjeta em França é complicado… Depende muito da situação. Nos restaurantes de luxo é habitual dar gorjeta, até 10% do valor da conta. Noutros restaurantes e em cafés, normalmente dá-se gorjeta para premiar um bom serviço, mas não necessita de ser muito alta. França não é de todo como os EUA, e a gorjeta é mais um prémio, ou um extra, do que parte do vencimento do funcionário.

tudo o que preciso de saber antes de viajar a França
Bouillabaisse, prato típico de Marselha

O que comer em França

#32 Como já referimos existem imensos pratos para experimentar quando viajar em França. Desde os mais populares internacionalmente até alguns pratos sobretudo regionais e outros que dificilmente aparecem noutros países. Vamos deixar aqui uma pequena lista de pratos muito populares da culinária francesa:

  • Pato com Laranja – um dos pratos franceses mais conhecidos
  • Foie Gras – Muito típico no natal, é basicamente fígado de ganso ou pato que foi forçosamente alimentado à exaustão;
  • Bouillabaisse – sopa de peixe muito rica, típica em Marselha. A não perder mesmo!
  • Ratatouille – prato de vegetais delicioso. Muito típico em Provence.
  • Bife tártaro – o famoso prato de carne picada crua.
  • Boeuf bourguignon – Carne de vaca estufada em vinho tinto. Da região de Borgonha
  • Ostras – Franceses adoram ostras cruas. Em Cancale, Bretanha é possível comer na rua a preços bem acessíveis.
  • Cassoulet – uma espécie de feijoada com pato e porco. Típica do sul de França é talvez a comida mais pesada desta lista.
  • Salada Niçoise – típica de Nice, esta é uma salada de atum, feijão verde, anchovas e vegetais.

Claro, não nos podemos esquece da famosa baguete, de preferência acabada de fazer e bem estaladiça. Notem que a baguete em França é uma instituição, pelo que normalmente é deliciosa.

O que comer em França

#33 Se o pratos principais (e a baguete) de origem francesa são muito conhecidos e sobretudo divinais, o que dizer dos doces e sobremesas? Na nossa opinião, muitas delas já deixaram de ser francesas para serem património mundial (crepes, croissant, mousses, pudim flan), mas claro que experimenta-los no seu local de origem é sempre especial. Veja em baixo alguns das nossas sobremesas e pasteis francesas favoritos:

  • macaroons – toda a gente conhece certo? Leves, estaladiços, suaves e coloridos são óptimos para tomar com um café ao final da tarde;
  • Crepes – Podem-se encontrar em literalmente todo o lado, mas na Bretanha (seu local de origem)são especiais.
  • Crème brûlée – muito semelhante ao nosso leite creme.
  • Tarte Tatin – tarte de fruta caramelizada com manteiga e açúcar. Originária de Paris.
  • Kouign amann – bolo de manteiga bretão delicioso. Difícil de encontrar fora de Bretanha, mas vale bem a pena;
o que comer quando viajar em França
Macarons num mercado em Provence

Dinheiro e custos de viajar em França

Moeda, multibancos e pagamentos

#34 Tal como Portugal, França é um dos países fundadores da Zona Euro pelo que se vier de Portugal não terá de ser preocupar com trocas de moeda. Também não precisa de se preocupar com taxas, e custos com cambio, podendo levantar dinheiro nos multi-bancos e efectuar pagamentos sem comissões de utilização de moeda estrangeira.

#35 Notem que apesar de não existirem comissões de moeda estrangeira, podem haver comissões de levantamento nos multi-bancos pois depende do multibanco. No entanto, caso queira fazer pagamentos directamente com cartão de débito, não há custos. Com cartões de crédito, pode haver.

Assim a nossa sugestão para poupar em comissões passa por efectuar sempre que possível o pagamento com cartão de débito. Quando tiver de levantar dinheiro, procure a informação de custo do levantamento, e caso seja grátis levante um valor elevado.

viajar por França - dicas
Calanque de Port Miou, entre Marselha e Cassis

Custos de viajar em França

#36 Viajar em França é caro, bastante mais caro do que em Portugal ou Espanha, mas mais barato do que Áustria ou Israel. Dado que o custo de vida em França é bastante mais elevado que em Portugal, praticamente todas as despesas do dia-a-dia e de viagem são relativamente caras.

É difícil prever o valor que irá gastar por dia, pois depende muito do tipo de viajante que é. Normalmente nós viajamos com cerca de 60 Euros por dia, por pessoa, e até somos backpackers e bastante poupadinhos. É muito fácil chegar a 150-200 Euros por dia, sem sequer esbanjar, pois nos locais turísticos e em época alta os preços explodem.

#37 O alojamento é uma das maiores fatias dos custos em qualquer viagem. Em França um quarto para dois num hotel barato custará 50-100 Euros, um hotel médio poderá custar 100-200 e um hotel de luxo muito dificilmente custa abaixo dos 200 Euros. Em época alta estes preço poderão ser ainda maiores.

Em França sugerimos que utilize o booking para marcar alojamento pois tem uma imensa variedade de hotéis, guest houses, hostels, e até alojamento local.

#38 Existem também hotéis low-cost, especialmente úteis para quem está a viajar de carro. Estes normalmente ficam em zonas nada turísticas e por isso muito baratas. Mesmo assim, os preços devem rondar os 50 Euros. Estes são hotéis com qualidade relativamente fraca, mas óptimos para quem quer só dormir e continuar de manhã, enquanto se poupar alguns (bastantes) euros.

Algumas das marcas destes hotéis são o Formule 1, Ibis budget e Premiere hotels. Normalmente estão em zonas industriais e comerciais nos arredores das cidades, perto de estradas principais. Existem alguns mais perto do centros.

Como ir a França
Chateau-des-Baux de Provença

#39 Uma das nossas formas favoritas de poupar uns trocos é fazer apenas uma refeição de restaurante, optando por fast-food (não obrigatoriamente pizza ou hambúrguer), comida de rua ou de supermercado na outra refeição. É uma espécie de 3 em 1, poupa-se, perde-se menos tempo e dá para ir aos supermercados ver o que os franceses costumam comprar.

#40 Como falamos anteriormente, um dos maiores atractivos de França são os museus e monumentos famosos e históricos. No entanto, praticamente todos estas atracções são pagas, e os bilhetes tendem a não ser muito baratos. Além do mais, acumulam-se e no final da semana pesam no orçamento.

Obviamente não estamos a sugerir que não os visite, se vamos a um destino é para ver as atracções, mas deve ter isso em conta quando está a planear a viagem para não ser surpreendido.

Como viajar a França
Chateau de Chambord em França

Como viajar em França

Transportes públicos em França

#41 Uma das vantagens de viajar a França é haverem imensos voos low-cost a partir de Portugal. Estes destinos vão variando ao longo do tempo, mas estão espalhados por todo o país e são bastante variados. Normalmente incluem as cidades maiores como Paris, Marselha e Saint-Ettienne/Lyon, mas também algumas cidades médias como Nantes, bordéus.

França tem uma rede de aeroportos que enorme e mesmo cidades relativamente pequenas por vezes têm voos directos para Portugal, como Carcassonne, Brest ou La Rochelle. É óptimo para escapadinhas de 3 ou 4 dias.

Mesmo voos internos podem ser uma opção rápida e barata.

#42 A melhor forma de viajar em França depende completamente do tipo de viagem que está a fazer. Em Paris é péssima ideia andar de carro, mas na Bretanha, Normandia, ou interior de Provença, é sem dúvida a melhor opção. Normalmente nós gostamos da liberdade de conduzir, até porque nos permite ir a locais fora das zonas mais turísticas.

No entanto a rede de transportes público em França é excelente (quando não estão em greve). Os comboios chegam a imensos destinos, sendo que o TGV é uma óptima opção para viagens longas e rápidas. Os transportes urbanos funcionam bastante bem em praticamente todas as cidades e são relativamente baratos (ou pelo menos muito mais baratos que qualquer outra opção).

Assim, quando estiver a planear a sua viagem, questione-se se precisa realmente de alugar carro e veja se há boas alternativas. Se estiver a planear uma viagem mais urbana, o mais certo é que carro não seja necessário, ou seja até um problema e fonte de custos.

O que preciso de saber antes de ir a França
Marselha

Viajar de Carro em França

#43 Quando decidir viajar de carro note que os custos podem rapidamente crescer. Se não for em carro próprio (o que a partir de Portugal tem os seus próprios custos) tem de:

  • Alugar a viatura – conte com 150 a 200 Euros por semana, no mínimo.
  • Seguro Obrigatório – Aqui não tem como evitar;
  • Pagar combustível – que é bem caro em França;
  • Pagar portagens – Praticamente todas as autoestradas em França têm portagens pagas. Veja aqui quanto custa a sua viagem (tem custo de combustível e portagens);
  • Estacionamento – além de ser muito difícil estacionar nas grandes cidades e nos centros históricos, é bastante caro. Não despreze este custo.

#44 Em geral, as regras de condução em França são bastante semelhantes às em Portugal, e não é um grande problema. Conduz-se pela direita, e a carta portuguesa é válida em França, obviamente. A regra da prioridade à direita também existe em França. Nas rotundas a prioridade é de quem está a circular na rotunda, mas isto está praticamente sempre indicado.

Relativamente à condução, diríamos que se consegue conduzir em Portugal, consegue conduzir em França. Os franceses não são o povo mais ordeiro a conduzir, mas também não é muito mau. Parece-nos que é muito pior nas grandes cidades e que curiosamente se conduz melhor no norte do que no sul.

Ir a França de Carro
Castelo no Vale do Loire

#45 Por fim, duas questões fundamentais se pensar em viajar de carro, transito e multas. Nas maiores cidades, existe transito imenso, pelo que fuja a andar de carro por lá o mais possível. Mesmo em algumas autoestradas, especialmente do sul de França é habitual haverem engarrafamentos terríveis, onde se perdem algumas horas. Evite conduzir nas horas de ponta.

Existem imensos radares de velocidade em França, e infelizmente há muita gente que apanha multas sem se aperceber. As multas aparecem mais tarde em casa, com a obrigação de as pagar. Se não o fizer pode ter problemas graves quando voltar a França, ou mesmo sem ir. Lembre-se que estamos todos na UE.

No entanto, notem que o limite de velocidade nas estradas nacionais, desceu de 90 para 80km/h desde 2018 e que o uso do telemóvel enquanto se conduz leva a suspensão imediata da carta. Cuidado! Notem que existem imensas câmaras fixas, e há agora também câmaras móveis instaladas em algumas viaturas (tanto paradas como a circular).

Dicas de viagem a França
Bela praia na Calanque d’En-Vau

Outras dicas para quem Viajar a França

Internet em França

#46 Em principio todos os alojamentos que marcar terão acesso WIFI grátis, pelo que isso não deverá ser uma grande preocupação, mas aconselhamos sempre que verifique os comentários sobre a qualidade da mesma.

Caso queira utilizar dados móveis, pode utilizar o cartão de dados de um qualquer país europeu e pagar o mesmo valor que paga no país de origem. Assim, se tiver dados em Portugal, tem dados em França e no resto da UE.

O que preciso de saber antes viajar a França
Parque Nacional de Calanques

Limpeza / Poluição em França

#47 Temos de ser realistas, a França não é o país mais limpo do mundo, ou da UE. Cidades como Paris e Marselha não são os melhores exemplos em termos de cheiros, lixo no chão, poluição atmosférica, etc… Este é claramente um ponto a ser melhorado, apesar de não ser tão mau como por vezes se faz crer nas noticias.

Por outro lado, temos de referir que nas zonas rurais e nos parques nacionais o cenário muda completamente e é bastante mais limpo, acima da média até. Por isso, não se assustem, não vão encontrar lixo espalhado por todo o lado.

Dicas Viagem França

Electricidade

#48 As entradas de electricidade em França são do tipo C e E, com voltagem de 230V e frequência de 50 Hz, semelhante ao de Portugal e do resto da Europa. Assim, quem viajar de Portugal não precisa de qualquer adaptador.

Documentação para viajar a França

#49 Dado que França faz parte do espaço Schengen, Cidadãos Portugueses não precisam de nenhum documento em especial para viajar a França. Apenas é necessário um documento de identificação, que pode ser o cartão de cidadão ou passaporte e a carta de condução se quiser conduzir.

Caso contrário, clique aqui para obter mais informações sobre como entrar na França e na Zona Schengen e de que nacionalidades precisam de Visto.

Guia de Viagem França

#50 Caso queira comprar um guia de viagem, com esta e toda a informação necessário para viajar em França, nós sugerimos o guia do Lonely Planet Pode compra-lo clicando aqui, ou na imagem abaixo.

q? encoding=UTF8&ASIN=1786573792&Format= SL250 &ID=AsinImage&MarketPlace=US&ServiceVersion=20070822&WS=1&tag=couplertw 20&language=en US 50 coisas que precisa de saber antes de viajar a Françair?t=couplertw 20&language=en US&l=li3&o=1&a=1786573792 50 coisas que precisa de saber antes de viajar a França

Sharing is caring!