O que fazer na Bretanha, França?

Neste artigo vamos partilhar com vocês o que fazer na Bretanha e ao mesmo tempo convencer-vos que esta província Francesa é uma excelente destino turístico, apesar de por vezes ser ligeiramente esquecida. Desde a histórica cidade de Saint-Malo à costa do granito rosa, há inúmeras coisas para fazer na Bretanha e pontos turísticos para ver.

A Bretanha (Bretagne em Francês) é a província mais a noroeste de França continental. É uma terra de misticismo pré-histórico, de fortes tradições, de riqueza culinária, e sobretudo uma terra onde os locais celebram a cultura bretã! A bretanha costumava incluir a cidade de Nantes e o departamento de Loire-Atlântico, mas estes já não fazem parte da província actual.

A Bretanha é a tradicional terra natal do povo Bretão e é reconhecida pela liga celta como uma das seis nações celtas, retendo uma distinta cultura e identidade que se refletiu em toda a sua história. Na Bretanha, é perfeitamente normal ver-se placas nas estrada  bilíngues, em Francês e Bretão.

O que fazer na Bretanha

O que fazer na Bretanha?

#1 Perder-se em Saint-Mala e na sua história

“Ni français, ni Breton, Malouin Suis”, “Nem Francês nem Bretão, de Saint-Malo eu sou!” é o motto da cidade e reflete perfeitamente a sua cultura e história

Saint-Malo é conhecida como a cidade dos corsários, e a origem de muitos dos mais famosos exploradores franceses, como Jacques Cartier e Robert Surcouf. Os corsários de Saint Malo vagueavam pelos martes tomando tudo o que queriam dos navios ingleses, holandeses e portugueses que tinham o azar de se encontrar com eles. Estando em Saint Malo, podemos facilmente imaginar como a cidade era o perfeito porto de abrigo para eles, pois foi construída para ser praticamente inatingível por mar. Tem muralhas gigantescas que protege o seu povo tanto de possíveis ataques como das maiores marés da Europa.

Saint-Malo é possivelmente a maior atração turística da Bretanha e tem bastantes pontos de interesse que merecem ser analisados mais ao pormenor.

Bretanha o que fazer

#2 Intramuros e as Muralhas de Saint Malo

Intra Muros é a alma e coração de Saint-Malo. É a parte de Saint-Malo que fica dentro das muralhas. É aqui que praticamente todos os edifícios históricos estão e é o lugar onde se irá perder caminhando pelas estreitas ruas espalhadas, pequenos becos, edifícios antigos e históricos. Os edifícios são maiores e mais altos do que se espera numa zona histórica entre muralhas. São construídos em granito cinzento escuro, criando uma área distinta, severa, mas muito bonita.

As muralhas de Saint-Malo foram construídas para proteger a cidade tanto da marés como de ataques exteriores. Protegem completamente a zona histórica da cidade, formando um circuito com quase 2 km de raio. Actualmente são provavelmente a coisa mais famosa da Saint Malo e por isso também a sua maior atração turística. Aconselhamos que faça todo o percurso por cima das muralhas para ter a real perceção da sua dimensão e sobretudo para aproveitar as belas vistas para as diversas partes da cidade.

O que visitar na Bratanha

#3 As Praias de Saint Malo

Uma das melhores coisas para fazer em Saint Malo é aproveitar as suas maravilhosas praias. Estas são praias de areia amarelas com água turquesa lindíssima. As rochas, ilhas e ilhéus contribuem grandemente para o belíssimo efeito cénico destas praias. Em termos de beleza não fica a dever a ninguém! No entanto, notem que apesar da água por vezes parecer ter vindo diretamente das caraíbas é muito, muito mais fria! 🙂 Não se esqueçam que apesar do muito convidativo azul, continuamos no norte da Europa. Em termos médios, nunca ultrapassam os 20ºC.

Bretanha o que visitar

#4 Fort National and the Bé Islands

Existem 3 ilhas de maré em frente a Saint Malo, o que significa que é possível lá ir durante a maré baixa a partir das ilhas lá perto.

O Fort National foi construído em 1689 pelo famoso arquiteto Vauban. Podemos até visitar o fort sempre que a bandeira francesa está hasteada. Normalmente, o acesso apenas é possível durante a maré baixa em determinados dias e entre 1 de Junho e 30 de Setembro.

Na ilha Grand Bé, podemos encontrar o túmulo do escritor e político francês René Chateaubriand, que nasceu em Saint-Malo. A sua sepultura está virada para Oeste em direção ao mar, tal como ele pediu no seu testamento.

Na pequena Bé temos outro forte defensivo, este foi construído para proteger Saint-Malo dos ingleses e Holandeses. 

Onde ir na Bretanha

#5 Descubra a charmosa cidade de Dinan

Dinan é uma pequena cidade no nordeste da Bretanha com apenas 10 000 habitantes. É certamente uma das mais atraentes e melhor preservadas cidades da Bretanha, o que a torna igualmente uma das melhores atrações turísticas da região. É difícil dizer qual a zona mais bonita de Dinan, se o porto, a zona medieval com casas parcialmente de madeira ou ainda as muralhas.

O porto de Dinan está alinhado com casas de pedra antigas que foram renovadas para restaurantes e lojas. Aconselhamos que dê uma caminhada ao longo do rio e atravesse a ponte de pedra do século XV para Lanvallay. Esteja onde estiver, não vai perder o enorme viaduto de 40 metros de altura do século XIX. É possível apanhar um barco de Saint-Malo para Dinan e chegar a Dinan em grande estilo.

Bretanha onde ir

As estreitas ruas de paralelos e as praças com casas de enxaimel do centro histórico parecem vindas diretamente da idade média. A place des Merciers é a zona pitoresca e onde irá encontrar mais exemplos das famosas casas de enxaimel. Não se esqueçam de visitar também a igreja de são Salvador e os jardins por trás da mesma. 

Estes jardis vão da directamente às muralhas e fornecem uma bonita vista sobre o porto e o viaduto do século XIX. É possivel e desejavel que dêem uma caminha nas muralhas!

As muralhas, as casas pitorescas, o porto, as bonitas ruas e ruelas fazem com que uma visita a Dinan valha bem a pena!

atracções Bretanha

#6 Aprecie as zonas rurais e costeiras da Bretanha

A Costa bretã tem imensas reentrâncias, com desfiladeiros, rias e cabos. Mesmo que não pare em nenhum dos principais destinos como o Cap Frehel, Fort La Latte ou a Costa do Granito Rosa, uma passeio pela bretanha garante vistas magníficas numa região cheia de história.

Ao viajar pelas zonas rurais da Bretanha irá rapidamente identificar as típicas casas de pedra Bretãs. Estas casas de arquitetura tradicional existem um pouco por todo lado dando um charme bem especial à região. Além do mais, aldeias como Rochefort-en-Terre, Saint-Suliac, Moncontour, e Locronan são pitorescas e onde o tempo parece ter congelado.

Bretanha pontos turisticos

#7 Visite o Cabo Fréhel e o Fort la Latte

Tal como dissemos anteriormente a costa da Bretanha está coberta de desfiladeiros enormes que se erguem do mar quase verticalmente e onde as ondas e ventos fortes batem constantemente. No entanto, a zona à volta do Cabo Fréhel é provavelmente a mais popular e bonita de toda a costa da Bretanha.

Na ponta do cabo Fréhel, existem 2 faróis, um do século XVII (construído por Garageau que trabalhou com Vauban, o lendário engenheiro de Louis XIV) e outro da década de 50 que pode visitar por apenas 2 Euros. À volta dos faróis existem vários trilhos pedenais que lhe permitem fazer umas caminhadas curtas mas agradáveis pois é possível apreciar as vistas.

Bretanha turismo

A cerca de 5 Km do Cabo Fréhel, está situado o imponente Fort La Latte. Construído durante o século XIV, o castelo foi fortificado no século XVII e restaurado no século XX. Lá pode atravessar a ponte levadiça e explorar o castelo e as suas ameias, torres e masmorras. No entanto, notem que a visita deve ser planeada com cuidado pois o Fort La Latte está aberto apenas durante algumas horas aos fins de semana.

Desfiladeiros verticais, praias convidativas, caminhadas revitalizantes, vistas magníficas sobre a costa e as ilhas do canal, um farol histórico, e um castelo saído de um conto de fadas… o que mais podemos querer para ter um dia fantástico?

Turismo Bretanha

#8 Caminhar pela costa do Granito Rosa

Se existe uma área capaz de competir com o cabo Fréhel, essa é a costa do granito Rosa, ou Côte de Granit Rose. Esta área prolonga-se por mais de 20 km, desde Plestin-les-Grèves à Louannec, atravessando Trégastel. Toda esta área é famosa pela areia e rochas cor de rosa, além das formações rochosas no mar.

Viagem de carro pela Bretanha roteiro

Nesta zona o que aconselhamos fazer é estacionar o carro num dos parques grátis e desfrutar de uma pequena caminhada pela costa e através das famosas rochas rosa. Mesmo sem a palete de cor única, este lugar seria belíssimo, assim com as rochas com estas cores torna-se um lugar memorável. A melhor zona para apreciar as rochas e junto ao farol e toda a área em volta. Este é também um bom lugar para parar e talvez fazer um picnic, relaxar e apreciar a vista.

Se quiser fazer praia, existem 2 boas praias conhecidas pelas suas areias rosadas, a Plage Trestraou e a Plage Trestrignel ambas em Perros-Guirec. Enquanto que a Plage Trestraou é uma praia mais protegida dos ventos e pois isso ideal para apanhar sol e nadar, a Plage Trestrignel é mais exposta aos ventos e por isso menos turística.

O que fazer na Bretanha

#9 Vá a Cancale e experimente ostras

Cancale é uma pitoresca vila com uma frente marítima bem bem bonita. A vila em si valeria a pena uma visita rápida mas a principal razão para lá ir são as ostras… é considerada a capital das ostras na Bretanha. A fama destas ostras vai até aos tempos romanos quando eram comidas pelas legiões de Júlio César, mas o momento de glória aconteceu durante o reinado de Louis XIV que obrigava que estas fossem entregues todos os dias frescas vindas directamente de Cancale.. 

A vila é bastante perto do Monte de Saint-Michel, o suficiente para se conseguir vê-lo no horizonte nos dias mais claros. Além disso, tem os maiores viveiros de ostras do canal da Mancha. Existe até um museu chamado “Le Farme Marine” dedicado às ostras com visitas guiadas em inglês.

O que comer na Bretanha

Além do museu, ao longo do passeio marítimo de Cancale, existem alguns lugares onde se pode comer ostras frescas e ainda restaurantes para comer mariscos. A melhor parte é que pode-se comprar algumas ostras com limão e comê-las junto ao mar. Apenas tem de escolher quantas quer e qual o tamanho das mesmas. As ostras estão normalmente separadas por ranking de 0 a 5, sendo que as maiores e melhores são as de número 0. São também obviamente as mais caras. No entanto, são bastante baratas, especialmente quando comparamos com os preços praticados habitualmente. Por 10 Euros pode-se comprar uma boa quantidade. É realmente umas experiência, especialmente se nunca provaram ostras. Foi a nossa primeira vez e… acho que gostamos mais da experiência do que das ostras! É sem dúvida um sabor adquirido…

Onde ir na Bretanha para comer ostras

#10 Comer um crepe na sua região de origem, a Bretanha

Toda a gente conhece e já provou crepes, e que estes são um dos típicos pratos franceses, mas sabiam que os crepes vêm originalmente da Bretanha quando a esposa de um agricultor despejou papas de trigo numa pedra plana e quente. Assim, uma das coisas a fazer na Bretanha é provar um dos seus crepes originais, e para isso temos imensas creperias!

Notem no entanto, que existem dois tipos de crepes na bretanha, os crepes e as galettes.Os crepes são doces, servidos com manteiga e são uma sobremesa. As Galettes são salgadas e feitos de farinha de trigo sarraceno. São normalmente servidos com queijo ou salsicha e são ligeiramente maiores que os crepes.

Bretanha o que comer

#11 Experimente um Kough-Amann

O Kough-Amann é um bolo tradicional da bretanha feito a partir de massa folhada, manteiga e açúcar. É uma autêntica bomba calórica mas vale mesmo a pena experimentar um… ou dois 🙂 O nome significa literalmente bolo manteiga em bretão, e pode encontrá-los em quase todas as cidades da Bretanha. Nós experimentamos alguns na cidade de Saint-Malo, e são deliciosos, especialmente quando ainda quentes. Tradicionalmente são uma especialidade de Douarnenez. 

Turismo Bretanha

#12 Sugestão Bónus: Vá ao Monte Saint-Michel

Antes que comecem a pensar mal de nós e dos nossos conhecimentos geográficos, nós sabemos que o Mont Saint Michel tecnicamente não está na Bretanha, mas sim na Normandia. No entanto, ir a Saint-Mal e não ir a Saint-Michel, não faz qualquer sentido pois são apenas 50 km e faz-se em menos de uma hora de carro.

No entanto, se quisermos ser técnicos, podemos sempre ver o Mont Saint Michel a partir da Bretanha em Point e em Cancale 🙂

O Mont Saint Michel é uma pequena ilha de maré rochosa situada a menos de 1 km da costa junto à foz do rio Couesnon. A abadia do Mont Saint Michel foi construída em cima da ilha criando assim este monumento famosíssimo. A baía do monte Saint Michel é igualmente famosa pelas suas enormes marés, consideradas as maiores da Europa, criando assim um destino turístico ainda mais interessante.

Onde ir na Bretanha? mesmo ao lado à normandia ver o Mont Saint-Michel

As torres, as muralhas robustas, as encostas em pedra, e a monumental abadia erguendo-se dramaticamente do mar são uma das mais famosas imagens de frança e sem dúvida uma das suas mais icônicas imagens. O monte de Saint Michel é mesmo uma das atrações turísticas mais visitadas de França, com mais de 3 Milhões de turistas por ano. No entanto, mesmo com todos estes turistas, o Monte de Saint Michel ainda nos consegue fazer viajar no tempo e levar-nos para a idade média. Especialmente se lá for fora de época alta.

Guia de Viagens para Bretanha Recomendado

Quer saber ainda mais sobre a Bretanha? Recomendamos que compre o DK Eyewitness Travel Guide Brittany

q? encoding=UTF8&ASIN=1465459936&Format= SL250 &ID=AsinImage&MarketPlace=US&ServiceVersion=20070822&WS=1&tag=couplertw 20 O que fazer na Bretanha, França?

Sharing is caring!